Stellars Club

O dia em que Ronaldinho foi humilhado a Dunga

Ele era um garoto brincando para o Grêmio, e Dunga era o capitão geral do Brasil. As pernas do jovem não tremeram quando ele enfrentou um dos maiores defensores da história de seu país e fez o impensável. Mas não apenas uma vez. Foram dois os dribles, duas imagens que Ronaldinho deixou na memória do futebol para sempre naquele campeonato gaúcho de 1999.

Naquele dia Ronaldihno foi coroado e Dunga desistiu.

Ronnie tinha 19 anos e marcou dois gols para levar sua equipe ao campeonato brasileiro. Era o começo de uma lenda brasileira e os últimos minutos de outra. Uma história que teve sua vingança 11 anos mais tarde.

O Grêmio chegou à final desse campeonato, vencendo todos os seus rivais. Nas duas primeiras rodadas, eles venceram 13 das 16 partidas e foram a melhor equipe em todo o torneio. A equipe brasileira foi liderada pelo astro em ascensão Ronaldo de Assis Moreira “Ronaldinho” que marcou 15 gols e foi eleito o melhor jogador e artilheiro do torneio. A estrela brasileira estava em seus vinte e poucos anos e já dominava a primeira divisão brasileira.

Ronaldinho esteve desde os sete anos até os vinte e um no Grêmio antes de dar o salto para a Europa, mas este campeonato gaúcho foi sua carta de apresentação ao futebol mundial: aquela final contra o Internacional de Dunga, capitão do histórico Brasil que ganhou a Copa do Mundo nos Estados Unidos, que foi decidida no terceiro jogo com um gol de Ronnie à beira do intervalo.

Dois momentos daquela final que agora fazem parte da história do futebol brasileiro estão gravados na memória: um jovem que enfrenta sua lenda da seleção nacional, primeiro deixando-o para trás com um pequeno truque de chapéu no flanco esquerdo, e em segundo lugar, e muito mais humilhante, um drible que apenas alguns poucos conseguem fazer. Ronnie enfrentou Dunga no flanco direito e em um movimento rápido e um drible de pura fantasia que só ocorre a um gênio que tem uma relação especial com a bola driblou uma lenda de seu país. E ele o fez em um dos dribles mais impressionantes já vistos em um campo de futebol.

Essa final, como escrevemos, foi vencida pelo Grêmio e vencida por Ronaldinho que dois anos depois daria o salto para a Europa com direção a Paris. Dunga, por outro lado, se aposentou nessa mesma temporada e se preparou para uma carreira de treinador. O destino ainda não tinha falado e os caminhos das duas lendas brasileiras se cruzariam novamente 11 anos depois, onde Dunga se vingou deixando Ronnie fora de sua última Copa do Mundo: a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul.

Relacionado

Você quer saber mais?